Fundação Educacional Dr Raul Bauab - Notícias

A Termodinâmica explica: O fenômeno Ilhas de Calor

de4959b0b6e947a7e98a5ff64695cef1.jpg
Prática de laboratório de Física realizada com o professor Marcelo Rosella


A Termodinâmica explica: O fenômeno “Ilhas de Calor”

As ilhas de calor são as responsáveis por locais dentro da cidade com registro de temperatura maior do que seu entorno. Ocorre comumente quando o planejamento urbano foi inexistente ou inadequado, sobretudo com relação à arborização e impermeabilização do solo, nessas regiões se observa que materiais utilizados nas construções têm baixa capacidade térmica o que propicia temperaturas mais altas.

Foram mostradas aos alunos uma pesquisa sobre a ocorrências do fenômeno ilhas de calor na cidade de Jaú, com o mapa térmico da cidade e locais como a rua Quintino Bocaiuva, praticamente sem arborização e o parque do rio Jaú e praça do museu, bem arborizados revelando as diferenças de temperatura considerando o mesmo horário do dia.

Conteúdo cientifico

Com embasamento na Física temos que a Capacidade Térmica é uma grandeza que relaciona a quantidade de calor recebido e a variação de temperatura observada:

Por exemplo a água tem grande capacidade térmica, pois recebe uma quantidade de calor e varia relativamente pouco a sua temperatura, já os metais, areia, concreto, etc. são materiais com baixa capacidade térmica e, ao receberem a mesma quantidade de calor aumentam mais a temperatura, em outras palavras o metal e o concreto esquentam mais rápido do que a água quando estão expostos ao Sol e também esfriam mais rápido quando o Sol se põe.

A água, por sua vez, demora mais para esquentar, por isso no início da tarde a água de uma piscina ainda está fria e no final da tarde/começo da noite está mais aquecida, mesmo com o Sol já abaixo da linha do horizonte. Com isso, podemos perceber que locais com arborização adequada apresentam temperaturas mais amenas.

Mas.....o que isso tem a ver com as árvores?

De acordo com a Biologia, as árvores evapotranspiram quantidades expressivas de água, por exemplo, uma árvore de 10 metros de copa (diâmetro) coloca por evapotranspiração cerca de 300 litros de água no ar por dia, basta envolver com plástico transparente uma pequena planta e veremos a formação de gotículas de água na parede interna desse plástico. Por isso um ambiente arborizado é mais hidratado e ameno.

Em situações de céu claro, Sol forte e por volta das 14h:30min foram constatadas diferenças de temperaturas de mais de 15ºC entre o concreto e o jardim.

 

Texto: Marcelo Rosella

ACOMPANHE AS FOTOS!

Todas Notícias

Notícias Relacionadas